Autismo e esporte: Projeto “Jiu Jitsu Para Todos”

3 minutos para ler
aplicativo autismo legal

Gosto muito de falar da nossa experiência com as aulas de Jiu Jitsu na Apae Mongagua. Nosso Projeto “Jiu Jitsu Para Todos” teve inicio com alunos de menor grau de comprometimento físico e psíquico para que fossemos adaptando as atividades as condições de cada aluno.

E hoje são realmente muitos alunos, de casos leves aos mais severos. Visamos sempre a equidade, como atingir o objetivo da atividade dentro da realidade de cada um. Diante dessa experiência, pudemos concluir que não há limites para iniciar um aluno nas atividades físicas. Seja qual for a particularidade dele, é possível inseri-lo no ambiente do esporte dando o suporte necessário. Dessa forma podemos proporcionar uma experiência nova a cada um.

O simples fato de estar inserido em um grupo com objetivo de praticar uma atividade física e se divertir, já é um grande estímulo ao desenvolvimento social e a auto confiança, além de trabalhar a coordenação motora grossa e fina.

Desde a gravidez sonhamos com tudo de melhor para os nossos filhos. E isso não deve ser diferente por possuírem uma condição atípica: eles podem ter o nosso melhor!

Por isso acreditamos na busca pelo desenvolvimento através do esporte visando autonomia, independencia, socialização e amizade. Praticamos nossas aulas sempre em grupos, nunca individualizada, o que fortalece os laços de equipe.

Os benefícios do esporte no autismo

Tivemos experiências de alunos altamente sensíveis ao contato físico abraçarem e permitirem serem abraçadas em poucas semanas de treino, de alunos com pouco contatos visual, buscarem o olhar do parceiro no tatame.

Esse resultado é definitivamente fantástico. Receber mensagens emocionantes de pais que jamais imaginavam ver seus filhos praticando um esporte de contato é extremamente gratificante.

e-book gratuito - direitos do autista

Devemos acreditar que eles são capazes. Tentamos muitas vezes ser super pais e mães, porém não nos damos contas que na verdade ele são super filhos.

Quando decidimos abraçar essa causa, não fazíamos ideia de como seria importante pra essa galerinha. O Jiu Jitsu teve uma aceitação muito grande por parte dos alunos e também  dos pais. Prova disso foi a participação de nossa equipe no espetáculo de fim ano  realizado no Centro Cultural Raul Cortez. Nos apresentamos com demonstração de técnicas da arte suave e momentos inesquecíveis foram vividos nesta noite.

Não podemos deixar de parabenizar toda a equipe de colaboradores da Apae Mongaguá, que desempenham seus trabalhos com muita dedicação e carinho e isso nos possibilita realizar nosso projeto.

À toda equipe da Apae Mongaguá, o nosso muito obrigado!

Professor Willian

Sou pai do João Pedro, 2 anos, autista super ativo e como todos, ele possui suas particularidades. Vivemos um dia de cada vez, e carrego no coração uma frase que ouvi há pouco: “não se culpe por aquilo que seu filho tem dificuldade, se preocupe em dar todo suporte para aquilo que ele faz de melhor”.

Insira seu filho no esporte, os resultados serão valiosos para o desenvolvimento dele!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Projeto: Jiu Jitsu Para Todos
Instagram: @jiu_jitsu_para_todos
Professores: @williansklaesener e @luizespinosa
Realizado em : @apaemongagua

Posts relacionados

3 thoughts on “Autismo e esporte: Projeto “Jiu Jitsu Para Todos”

  1. Parabéns pela iniciativa! Jiu jitsu é um esporte maravilhoso no desenvolvimento em vários aspectos para qualquer ser humano. Aplicado ao desenvolvimento de crianças com autismo demostra mais um poderoso aliado para pais em mães.

Deixe um comentário